ANVISA suspende os produtos com soja da marca AdeS

Folha de São Paulo

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)
determinou nesta segunda-feira (18) a suspensão da fabricação, distribuição,
comercialização e consumo, em todo o país, de todos os lotes dos produtos
“alimento com soja” da marca AdeS.
A decisão foi tomada após uma falha no processo de higienização
que fez, na semana passada, a Unilever Brasil, responsável pelo produto,
recolhesse lotes do produto AdeS maçã 1,5 litro. Segundo nota divulgada na
quarta-feira (13), a falha causou alteração no produto devido ao envase de
embalagens com solução de limpeza da máquina, que pode provocar queimadura.
Segundo a Anvisa, em publicação no “Diário
Oficial da União”, a suspensão ocorre porque há a suspeita de que os
produtos não atendem “às exigências legais e regulamentares” do
órgão. A restrição vale para os produtos feitos na linha de produção TBA3G, em
Pouso Alegre (384 km de Belo Horizonte). A sede da empresa foi vistoriada na semana passada pela
Vigilância Sanitária do Estado de Minas Gerais.
A suspensão abrange todos os lotes dos produtos com
os sabores de abacaxi, vitamina banana, cereais com mel, zero frapê de coco,
chá verde com tangerina, zero laranja, chá verde com limão, zero maçã,
chocolate clássico, zero original, chocolate com coco, zero pêssego, frapê de
coco, zero vitamina banana, laranja, zero uva, maçã, laranja, manga, maracujá,
melão, morango, uva, original, pêssego, shake morango. Alguns sabores tiveram
suspensão em mais de um tipo de embalagem. A resolução da Anvisa especifica as
embalagens de cada produto suspenso.
A Unilever ainda não se manifestou sobre a decisão
da Anvisa. Segundo relato da empresa na semana passada, o problema na bebida
estava restrito ao lote com as iniciais AGB 25, produzido em 25 de fevereiro e
com validade até 22 de dezembro deste ano. São 96 embalagens, diz a Unilever.
Os consumidores que tiverem produtos desse lote não devem consumi-lo e devem
entrar em contato com o SAC (0800/707/0044), das 8h às 20h, ou sac@ades.com.br.
Os produtos do lote com problema foram distribuídos
nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná.

A empresa afirmou na semana
passada que “a falha já foi solucionada, os produtos existentes na empresa
foram retidos e os ainda presentes nos pontos de venda já estão sendo
recolhidos”. O recall do produto não acarretará qualquer custo ao
consumidor, afirmou a Unilever em nota.

Deixe uma resposta