IBGE aumenta prestígio de Hilton Gonçalo

Dados do IBGE mostram que os
maranhenses recebem certidão de nascimento com atraso, dificultando-lhes o
exercício da cidadania outorgado pela Constituição Federal de l988.

A certidão de nascimento possibilita a matrícula escolar, abertura de conta em
banco, obtenção de crédito, cadastramento em programas sociais, garantias previdenciárias
e trabalhistas. 

Entre os municípios com as maiores taxas de registros extemporâneos (em atraso)
está São José de Ribamar, com o altíssimo índice de 25%(1/2 ou metade da
metade) da população.

São José de Ribamar tem servido de vitrine para a candidatura ao governo, do
ex-prefeito Luís Fernando Silva, o Lulu. Caravanas de prefeitos e vereadores
são levados à cidade “exemplo de gestão”.

Os números detonam Luís Fernando Silva, o “Lulu”, posto que os dados
são remanescente do período(2011) em que o candidato ao governo deixava a
Prefeitura de Ribamar para assumir a Casa Civil.
As estatísticas do IBGE promovem o
ex-prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo sequer listado entre os omissos na
emissão da certidão de nascimento, comprovando gestão real, sem maquiagem.

Gonçalo pagava a rotina diária do Cartório de Registro nos locais de
nascimento, em Santa Rita. “Para cada nascimento registrado, uma muda para
a mãe, integrando o homem ao meio ambiente”.

Contra os dados do IBGE não tem maquiagem. Durante o período de exposição dos
candidatos ao governo cairão os “mitos de competência”. Luís Fernando
Silva começa a colher os frutos.

São José de Ribamar produziu até maracujá em forma de pênis (pirocujá). Por
falta de gestão deixou metade da metade(1/2) da população com registros
tardios(1.457), em 2011.

Luís Fernando Silva, o Lulu e Gil Cutrim vão contestar os dados do IBGE? Qual a
justificativa para tamanha omissão que impedem diretos e garantias
estabelecidas na Constituição Federal?
São Simão Notícias

Deixe uma resposta