Manifestação cobrará a continuidade da obra da Refinaria Premium I

São
Luis – MA:
Força Sindical e Movimentos
Sociais fazem caminhada e Ato Público nesta quinta-feira pela retomada das
obras da Refinaria Premium I em Bacabeira.
O presidente da Força Sindical no
Maranhão, Frazão Oliveira, está vindo a público comunicar a sociedade
maranhense, a classe política e a Imprensa em geral, que a Central Sindical por
ele presidida no estado, está organizando com os movimentos sociais e sindicais
da capital, Bacabeira e região, um importante Ato Público, nesta quinta-feira
pela manha, a partir das 08 h, na Praça Deodoro, em frente à Biblioteca Pública
do Estado.
O referido Ato Público, seguido de
caminhada até o Palácio dos Leões, terá por objetivo cobrar do Governo do
Estado do Maranhão, do Ministério das Minas e Energia e da Petrobrás, a
retomada imediata das obras da Refinaria Premium I, no município de Bacabeira,
que foram totalmente paralisadas pela Petrobrás, jogando centenas de
trabalhadores no olho da rua e causando imenso prejuízo a economia local.
O Movimento que será pacífico e ordeiro
se deslocará em caminhada a partir das 10 horas da manhã desta quinta – feira
sairá da Praça Deodoro e se deslocará pelas ruas do centro Histórico de São
Luis, até o Palácio dos Leões, sede do governo do estado do Maranhão.  No palácio dos Leões Informa Frazão Oliveira,
os organizadores do movimento pretendem entregar à Governadora Roseana Sarney,
a Carta de Bacabeira, um documento redigido pela Força Sindical, Movimentos
Sociais, Sindicais, e Organizações da Sociedade Civil no Estado, contendo as
reivindicações do movimento, referente à refinaria Premium I em Bacabeira.
Importante dirigente da Força Sindical
Nacional, como o vice-presidente Nacional da Central, presidente da
Confederação Nacional dos Metalúrgicos e presidente do Sindicato dos
Metalúrgicos de São Paulo e Mogi, Miguel Torres, este declarou apoio
incondicional aos trabalhadores desempregados no canteiro de obras da refinaria
Premium I em Bacabeira, através de carta aberta encaminhada pelo líder sindical
paulista, à imprensa maranhense, na semana que passou.

Deixe uma resposta