“Mudo meu nome, visto saia, me mudo de rosário e largo a política”, disse Jardson sobre aliança com Irlahi.

O vereador Jardson Frazão
(PP) endureceu mais uma vez o discurso em tribuna, na última sessão
legislativa, contra a situação em que está vivendo o município de Rosário nos
últimos meses. Jardson que faz parte do grupo “frente popular”, intitulado de
G9, usou a tribuna da câmara para cobrar mais uma vez, melhorias para a cidade
e ação da prefeita em relação ao descaso existentes.
Antes de tudo, o vereador
popular progressista rebateu aos vereadores Nazareno Barros (PTdoB) e Carlos do
Remédio (PTC), que haviam dito que a prefeita está trabalhando e não está
medindo esforços para buscar melhorias. Porém, Jardson em seu pronunciamento,
discordou de tudo dito anteriormente pelos edis governistas.
Diante do fervor do
discurso, o parlamentar desafiou ao governo na câmara em aprovar requerimento
convocando a prefeita Irlahi Linhares (PMDB), para comparecer à câmara e
prestar esclarecimentos aos vereadores e sociedade, quando semana que vem,
vencem o prazo dado pela gestora, dos 90 dias de estado de emergência declarado
pela prefeita. Segundo Jardson, Irlahi conseguiu um feito histórico na cidade:
Nunca um prefeito iniciou uma administração tão mal quanto a atual gestora. Nem
Raimundo João, nem Bimba e nem Ivaldo iniciaram uma gestão tão desastrosa.
Em certo momento do
discurso, indagado pelo vereador Luis Carlos, o Kiko (PP), sobre uma possível
aliança com o governo, Jardson foi bastante enfático: “Eu, vereador Jardson, mudo o meu
nome, visto saia, me mudo de Rosário e largo a política, se um dia eu fizer
parte desse governo. Eu não acredito nesse governo. Eu quero ficar com a
consciência tranquila”
, disparou Jardson.
Ao final de seu discurso,
Jardson pediu que os vereadores e a sociedade fizessem juízo de valores, sobre
o que está acontecendo na cidade, e concluiu dizendo, que a população não
precisa esperar por um ano pra ver o resultado.
É, meu amigo… A coisa anda
meio feia em Rosário.

Deixe uma resposta