Sessão solene marca recesso parlamentar dos vereadores de Rosário

Os vereadores de Rosário
entraram em recesso parlamentar em sessão solene, realizada ontem (24), no
prédio da câmara municipal da cidade.
Pra ficar mais claro, o
recesso parlamentar é a nível nacional. Ou seja, todas as câmaras do Brasil
devem seguir a determinação constitucional, que garante recesso no mês de Julho
a agosto, e Dezembro a fevereiro de cada ano.
Na sessão compareceram os
secretários de governo, Siló Aquino (Assistência Social); Joaquim Neto
(Educação); Baldez (Ciência e Tecnologia); Nonato Torres (Turismo); Alaim
(Cultura); Alexandre Aquino (Chefe de Gabinete); Odilon (Igualdade Racial);
Luiz Orlando (Agricultura) e Zé Divino (Pesca), além da prefeita da cidade,
Irlahi Linhares (PMDB).
Todos os secretários
tiveram oportunidade de usar a tribuna para divulgarem suas ações nos primeiros
seis meses de trabalho a frente de suas pastas. Muitos deles externaram suas
dificuldades em desenvolver algumas atividades, alegando terem recebido as
pastas totalmente desorganizadas, sem qualquer condição de trabalho.
Entre as secretarias que
mais se destacaram nesses seis meses estão, a Educação, Assistência Social,
Turismo, Cultura, Chefia de Gabinete e Ciência e Tecnologia, segundo ações já
realizadas neste ano.
Os vereadores Preto do
Raça (PP); Kiko (PP); Ademar do Sindicato (PRP); Agenor Brandão (PV); Josias
Santos (PMDB); Carlos do Remédio (PTC); Nazareno Barros (PTdoB); Jorge do Bingo
(PTdoB); Pedrosa Necó (PSB); Jardson Rocha (PP) e Léo Cavalcante (PTB), também
usaram a tribuna para agradecer aos colegas de trabalho e disseram esperar que
o segundo semestre seja tão produtivo, quanto foi o primeiro. Vários assuntos
foram abordados ainda, como problemas na Saúde e Infraestrutura, os principais
problemas na cidade.
Na condição de líder do
governo na câmara, Necó disse ter esperança de tudo melhorar daqui pra frente.
Segundo ele, Irlahi tem um grupo de secretários altamente competente, que tem buscado
desempenhar suas funções com dedicação. Disse ainda, que o maior problema da
administração é com a saúde, mas, sabe que o município não dispõe de garantias
legais e financeiras para atuar da forma que o povo pede. Já Jardson foi bem
mais taxativo em dizer que sente orgulho de mais uma vez estar vereador da
cidade. O vereador foi enfático em afirmar que a casa tem sido desmoralizada,
desrespeitada por alguns secretários do governo Irlahi, mas afirma que a casa
tem desempenhado seu papel com responsabilidade. Aproveitou para cobrar da
prefeita, a abertura do centro cirúrgico do hospital e do matadouro público,
ambos fechados.
Léo Cavalcante, porém,
aproveitou para agradecer aos vereadores pelos seis meses de mandato e aos
familiares pelo apoio. Ressaltou que os seis meses foram de muita luta, muitas
divergências, mas, se mantel na mesma postura de líder da casa. Se mantel
firme, também, no meio de discussões e divergências; Mesmo sendo apunhalado
pelas costas, mas teve que continuar de pé e com a mesma postura por várias vezes.
Disse que trabalha sempre respeitando ao próximo, mesmo assim, no decorrer dos
dias foi tratado como traidor, onde, na verdade, não foi bem recebido por
alguns no governo, e diante da situação insustentável teve que tomar outro rumo
político, muito embora, tenha sido ele, apunhalado pelas costas.
O Presidente da câmara
disse ainda, que sua postura firme e séria fez com que criassem uma imagem de
oposicionistas na câmara. Mesmo assim, garantiu manter sua postura até o final,
sem medo. Aproveitou o discurso pra alfinetar a prefeita em reafirmar que os
vereadores trabalham e tem produção, rebatendo pronunciamentos da própria
prefeita em são Simão, algumas semanas atrás.
Irlahi Linhares foi a
última a usar a tribuna dizendo que não é fácil administrar uma cidade como
Rosário, por que a forma em que recebeu a prefeitura não lhe dava condições
para desempenhar um governo como gostaria. Todavia, disse que as coisas estão
fluindo pouco a pouco, e espera fazer seu governo deslanchar. Expôs
dificuldades na saúde e infraestrutura, mas garantiu melhorias nas duas áreas.

Deixe uma resposta