Após cinco anos, última escola construída pela Petrobrás é inaugurada em Bacabeira

Ao todo, cinco grandes escolas, cinco quadras cobertas e três creches fizeram parte do convênio de 25 Milhões deixado pela Petrobrás como compensação ao município de Bacabeira

Escola Padre Possidônio foi a última escola a ser entregue …

Na última quinta-feira, 30, o prefeito da cidade de Bacabeira, o comunista Alan Linhares (PCdoB) inaugurou a última escola construída pela Petrobrás de um convênio firmado no final de 2011, no valor de R$ 25.000.000,00 (Vinte e cinco milhões de reais), que serviu para construir 5 grandes escolas, 5 quadras cobertas e 3 creches.

_________________ Leia mais:

As escolas foram construídas na Sede, na Gameleira, em Peri de Baixo e a última no São Pedro. Todas com as quadras esportivas cobertas construídas no mesmo projeto.

Já as creches foram construídas na Sede, em Peri de Cima e em Peri de Baixo.

Todas essas obras foram deixadas como compensação à cidade de Bacabeira pelos impactos ambientais e sociais que a obra da Refinaria fantasma da Petrobrás causou ao município.

A Prefeitura, por sua vez, contribuiu apenas com a doação do terreno para que as obras da estatal petrolífera pudessem ser construídas para a população. A Petrobrás, porém, deixou a dinheirama e estabeleceu que o exército brasileiro, através da Fundação Trompowsky, com sede no Rio de Janeiro, fiscalizasse as execuções das obras em Bacabeira.

Só após cinco anos da assinatura do contrato, que aconteceu em dezembro de 2011, a última escola foi inaugurada.

Mesmo demorando anos para serem entregues e com todos os prejuízos deixados pela Premium I, a população de Bacabeira agradece a Petrobrás pelas escolas, creches e quadras.

Afinal, nem tudo foi prejuízo…

Deixe uma resposta